22.8 C
Brasil
domingo, março 3, 2024
HomeGERALMarcos Rocha destaca que sucesso do projeto Escola Segura se dá pela...

Marcos Rocha destaca que sucesso do projeto Escola Segura se dá pela temática principal voltada ao resgate de valores morais

Date:

Related stories

FGTS digital começa hoje; veja como vai funcionar

Os empregadores poderão fazer uso de uma plataforma com...

Fluminense conquista título da Recopa Sul-Americana sobre a LDU

Jhon Arias marcou duas vezes para garantir o troféu...

PF retira invasores da Terra Indígena Pacaás Novas em Rondônia

Um dos invasores foi preso em cumprimento a um...

Corregedoria-Geral do MPRO prestigia posse da nova composição do CNCGMPEU

Evento é realizado em Manaus (AM) Porto Velho, RO - A...
spot_imgspot_img

Projeto iniciou em dezembro de 2021 e já está em fase de expansão em outras escolas da rede pública estadual

O projeto Escola Segura que tem como finalidade oportunizar um ambiente seguro aos estudantes e promover questões disciplinares, éticas, cívicas, sociais, cidadãs e fortalecendo resgate de valores, está sendo executado por meio da Coordenadoria de Atividades Sociais da Polícia Militar de Rondônia– CAS/PMRO, com a participação dos alunos, gestores, professores e técnicos da Secretaria de Estado da Educação – Seduc. Em Porto Velho, até o momento, oito escolas aderiram ao projeto, uma delas é a Escola Estadual de Ensino Médio em tempo integral 4 de Janeiro, no Bairro Aponiã.

O coordenador de atividades sociais da Polícia Militar, coronel Odinelson Gomes Braga, explicou que o projeto iniciou em dezembro de 2021 na Escola Estadual de Ensino Fundamental Jorge Vicente Salazar, localizada no bairro Cohab, na zona Sul da Capital. “Na escola Jorge Vicente estudam cerca de 900 alunos e a escola foi a pioneira nesse projeto. Nas oito unidades de ensino que têm o projeto em funcionamento, são beneficiados cerca de seis mil alunos direta e indiretamente pelo projeto”.

Para o governador Marcos Rocha o sucesso do projeto nas escolas estaduais se dá pela temática principal voltada ao resgate de valores morais. “As atividades do projeto na escola contribuem e muito com o corpo docente que já têm os conteúdos programáticos do ano todo para aplicar e tantas outras demandas. O projeto “Escola Segura” vem fazer essa abordagem mais voltada à cidadania. Ao invés desse aluno se enveredar muitas vezes para caminhos duvidosos, ele ou ela, tem a oportunidade de integrar um grupo de alunos monitores, e assim, se destacar juntos aos demais, assumindo até um posto de liderança. Estamos contribuindo na formação dos cidadãos”, finalizou.

COMO FUNCIONA

O militar explicou que podem participar estudantes matriculados em escolas públicas que aderiram ao projeto, o requisito para participar é ter boa conduta escolar. “Dentro de cada turma são selecionado dois alunos para fazer parte do pelotão de elite. Esses alunos recebem treinamento de ordem unida e civismo, por exemplo. Nós capitaneamos os alunos que apresentam problemas de indisciplina na escola. O trabalho promove um novo direcionamento a esse aluno através do conhecimento e da disciplina. Temos exemplo de um estudante que tinha um histórico de indisciplina e ao ver os colegas participando do projeto, se destacando nas atividades, também quis seguir o mesmo caminho, o que é justamente o objetivo do projeto”, disse.

Na Escola 4 de Janeiro, uma solenidade marcou a adesão do projeto. Na oportunidade o coronel chamou o adolescente Eduardo Gabriel Alves de Almeida de 15 anos. O estudante que cursa o primeiro ano do ensino médio foi surpreendido com a notícia de que seu pedido para integrar o projeto havia sido atendido pela coordenadoria. O adolescente recebeu a camisa do projeto e foi imediatamente integrado ao grupo de alunos monitores. “Eu chegava sempre atrasado na escola e tinha pouco interesse em participar das atividades. Quando o projeto chegou na escola vi meus colegas de classe se desenvolvendo e assumindo posições. Ajudando outros alunos, cooperando. Foi a partir disso que procurei a coordenação e pedi para participar. Estou contente, confiante e disposto”, revelou Eduardo.

A estudante Letícia Couto de 17 anos cursa o terceiro ano do ensino médio. Assim que o projeto foi iniciado na unidade a jovem já quis participar. “Está sendo muito legal essa inclusão e agrega muitos valores. Isso é uma oportunidade para nós jovens. Para mim, está sendo uma experiência incrível”.

PROJETO RESGATA VALORES

A coordenadora Regional de Educação da Seduc, Ana Cristina, destacou que, o projeto resgata valores muitas vezes esquecido nas famílias. “Infelizmente, percebemos que muitos jovens não têm nem noção do que é o respeito, responsabilidade e compromisso. Percebemos que muitos não sonham mais, ou seja, estão sem perspectivas. Esse projeto também é um resgate de sonhos’’, destacou.

A diretora da Escola, Francisca Aguiar da Silva, está otimista. Segundo ela, em poucas semanas que o projeto iniciou já percebe uma evolução no comportamento dos estudantes. “Um dos pilares da educação é formar o individuo de forma integral. Não só voltado para o conhecimento dos livros, mas para o individuo enquanto ser humano. Para formar um cidadão capaz de atuar na sociedade. Que ele seja capaz de se reconhecer parte desta sociedade. Em poucos dias de implantação já observamos uma mudança no comportamento dos alunos. Ao verem os demais se destacarem, querem seguir o exemplo. Querem também assumir postos de lideranças e se destacarem como os outros”.

FONTE: RONDONIA DINAMICA

Subscribe

- Never miss a story with notifications

- Gain full access to our premium content

- Browse free from up to 5 devices at once

Latest stories

spot_img

LEAVE A REPLY

Please enter your comment!
Please enter your name here

porn
london escorts
betoffice
uluslararası zati eşya taşımacılığı türkiyeden almanyaya ev taşıma uluslararası evden eve nakliyat türkiyeden kıbrısa evden eve nakliyat türkiyeden kıbrısa ev taşıma fiyatları türkiyeden ingiltereye evden eve nakliyat yurtdışına ev taşıma zati eşya taşımacılığı
deneme bonusu veren siteler