25.8 C
Brazil
Wednesday, April 24, 2024
HomeÚLTIMAS NOTÍCIASPolícia Federal faz busca e apreende celular de Wassef em restaurante

Polícia Federal faz busca e apreende celular de Wassef em restaurante

Date:

Related stories

Inovação e sustentabilidade no campo serão apresentadas na Rondônia Rural Show Internacional

As instalações dos estandes no Centro Tecnológico Vandeci Rack,...

Prazo para regularizar o licenciamento anual de veículos com placa final 4 vai até dia 30

Detran-RO alerta motoristas para regularizar licenciamento anual. Motoristas e proprietários...

Começa hoje o julgamento que pode cassar o mandato de Sérgio Moro

A equipe de Moro informou que o senador não...
spot_imgspot_img

Ação ocorreu um dia após o advogado da família Bolsonaro ter admitido que foi aos EUA recomprar um Rolex vendido ilegalmente.

Polícia Federal cumpriu um mandado de busca e apreensão contra o advogado Frederick Wassef, que atua na defesa da família do ex-presidente Jair Bolsonaro. Os agentes apreenderam o celular de Wassef no fim da noite desta quarta-feira (16) em um restaurante em São Paulo. A ação ocorreu um dia após Wassef ter admitido que foi aos Estados Unidos recomprar um relógio Rolex vendido ilegalmente no país.

O advogado foi um dos alvos de uma operação de busca e apreensão da PF na última sexta-feira (11). Além de Wassef, o tenente do Exército Osmar Crivelatti e o general Mauro César Lourena Cid, pai do ex-ajudante de ordens de Bolsonaro Mauro Cid, são investigados. O rosto do general é visto no reflexo de uma foto usada para negociar esculturas recebidas como presentes oficiais.

As investigações mostram que, para recuperar o relógio, foi necessário desembolsar um valor superior ao da venda.

A apreensão do telefone foi determinada pelo ministro Alexandre de Moraes, do Supremo Tribunal Federal (STF), na investigação sobre o desvio e a venda de presentes diplomáticos durante o governo Jair Bolsonaro, mas não havia sido cumprida. Isso porque o advogado não foi localizado na operação realizada pela PF na sexta.

Em um primeiro momento, Wassef negou ter participado do que os investigadores chamam de “operação resgate”. Em coletiva de imprensa nesta semana, no entanto, ele mudou a versão e admitiu ter comprado o relógio de volta, mas negou ter agido a pedido de Bolsonaro. “Eu comprei o relógio. A decisão foi minha. Usei meus recursos”, afirmou em entrevista.

Operação Lucas 12:2

A operação da última sexta-feira (11), chamada de Lucas 12:2, tem o objetivo de investigar um grupo, composto de aliados de Bolsonaro, que teria vendido joias e outros objetos de valor, como esculturas, entregues a autoridades brasileiras em missões oficiais.

De acordo com a PF, eles teriam utilizado “a estrutura do Estado brasileiro para desviar bens de alto valor patrimonial, entregues por autoridades estrangeiras em missões oficiais a representantes do Estado, por meio da venda desses itens no exterior”.

O versículo bíblico que dá nome à operação diz que “não há nada escondido que não venha a ser descoberto, ou oculto que não venha a ser conhecido”.

De acordo com a PF, as peças foram enviadas aos Estados Unidos, em dezembro de 2022, no avião da Presidência da República. As tratativas para a negociação dos itens teriam começado em 19 de dezembro de 2022.

Em 8 de fevereiro de 2023, um dos kits, chamado de Ouro Branco, teria sido submetido a leilão, mas, segundo o relatório da PF, não foi vendido “por circunstâncias alheias à vontade dos investigados”. Logo após a tentativa frustrada, e com a divulgação da existência das joias pela imprensa, Cid teria organizado uma “operação de resgate” dos bens.

Nessa operação, as joias foram enviadas à cidade de Orlando, na Flórida, onde o ex-presidente estava morando na época. Bolsonaro deixou o Brasil em 30 de dezembro de 2022 e retornou ao país em 30 de março de 2023.

Segundo a PF, o fato de as joias não terem sido vendidas no leilão possibilitou ao ex-presidente devolver os bens à Receita Federal, em março deste ano, após decisão do Tribunal de Contas da União (TCU).

Em mensagens obtidas pela PF, Mauro Cid e Marcelo Câmara lamentam o fato de o kit não poder ser vendido. “Só dá pena, porque estamos falando de US$ 120 mil”, diz a mensagem. Câmara concorda, mas faz um alerta: “O problema é depois justificar para onde foi. De eu informar para a comissão da verdade. Rapidamente vai vazar”.

Subscribe

- Never miss a story with notifications

- Gain full access to our premium content

- Browse free from up to 5 devices at once

Latest stories

spot_img

LEAVE A REPLY

Please enter your comment!
Please enter your name here

porn
london escorts
betoffice
uluslararası zati eşya taşımacılığı türkiyeden almanyaya ev taşıma uluslararası evden eve nakliyat türkiyeden kıbrısa evden eve nakliyat türkiyeden kıbrısa ev taşıma fiyatları türkiyeden ingiltereye evden eve nakliyat yurtdışına ev taşıma zati eşya taşımacılığı
deneme bonusu veren siteler