19.2 C
Brazil
Wednesday, May 29, 2024
HomeBRASILMinistério da Justiça transfere 14 detentos de presídios federais em rodízio para...

Ministério da Justiça transfere 14 detentos de presídios federais em rodízio para combater o crime organizado

Date:

Related stories

Inovação e sustentabilidade no campo serão apresentadas na Rondônia Rural Show Internacional

As instalações dos estandes no Centro Tecnológico Vandeci Rack,...

Prazo para regularizar o licenciamento anual de veículos com placa final 4 vai até dia 30

Detran-RO alerta motoristas para regularizar licenciamento anual. Motoristas e proprietários...

Começa hoje o julgamento que pode cassar o mandato de Sérgio Moro

A equipe de Moro informou que o senador não...
spot_imgspot_img

Medida faz parte de um protocolo planejado para enfraquecer possíveis vínculos das facções nas regiões onde se encontram as penitenciárias; crise teve início com fuga em Mossoró.

JOSÉ ALDENIR/THENEWS2/ESTADÃO CONTEÚDOPresídio federal de Mossoró

Dois presos escaparam da prisão federal de Mossoró em fevereiro

Ministério da Justiça e Segurança Pública realizou a transferência de 14 presos entre unidades do sistema penitenciário federal em uma operação de “rodízio” contra organizações criminosas. A ação tem como objetivo enfraquecer os líderes do crime organizado e impedir articulações dentro das cadeias. As transferências fazem parte de um protocolo planejado para enfraquecer possíveis vínculos nas regiões onde se encontram as penitenciárias federais. Fernandinho Beira-Mar já havia sido transferido do presídio federal de Mossoró neste mês. Dois presos escaparam da mesma unidade em fevereiro, sendo a primeira fuga registrada no sistema gerido pela União. As buscas pelos fugitivos, ligados ao Comando Vermelho, completaram um mês, com cerca de 500 agentes tentando recapturá-los, sem sucesso até o momento devido às táticas dos detentos e à geografia da região.

O ministro Ricardo Lewandowski afirmou que há fortes indícios de que a dupla de fugitivos permanece na região, mas a demora na recaptura tem incomodado o governo e gerado diversas críticas. Medidas de reforço foram adotadas, incluindo a prisão de seis pessoas acusadas de ajudar na fuga. A investigação aponta para ajuda externa à dupla, que também se beneficia de furtos de alimentos na região.

No Rio de Janeiro, a Secretaria Estadual de Administração Penitenciária transferiu o miliciano Luiz Antônio da Silva Braga, conhecido como Zinho, e seu comparsa Marcelo de Luna Silva, o Boquinha, para o presídio federal de Campo Grande, em Mato Grosso do Sul. A operação contou com reforço policial e patrulhamento, com os dois sendo entregues a agentes penais federais para serem levados à capital sul-mato-grossense.

Subscribe

- Never miss a story with notifications

- Gain full access to our premium content

- Browse free from up to 5 devices at once

Latest stories

spot_img

LEAVE A REPLY

Please enter your comment!
Please enter your name here

porn
london escorts
betoffice
uluslararası zati eşya taşımacılığı türkiyeden almanyaya ev taşıma uluslararası evden eve nakliyat türkiyeden kıbrısa evden eve nakliyat türkiyeden kıbrısa ev taşıma fiyatları türkiyeden ingiltereye evden eve nakliyat yurtdışına ev taşıma zati eşya taşımacılığı
deneme bonusu veren siteler