28.1 C
Brazil
Thursday, May 23, 2024
HomeCAPITALAbertura do Complexo da Estrada de Ferro Madeira-Mamoré é definida para 31...

Abertura do Complexo da Estrada de Ferro Madeira-Mamoré é definida para 31 de abril

Date:

Related stories

Inovação e sustentabilidade no campo serão apresentadas na Rondônia Rural Show Internacional

As instalações dos estandes no Centro Tecnológico Vandeci Rack,...

Prazo para regularizar o licenciamento anual de veículos com placa final 4 vai até dia 30

Detran-RO alerta motoristas para regularizar licenciamento anual. Motoristas e proprietários...

Começa hoje o julgamento que pode cassar o mandato de Sérgio Moro

A equipe de Moro informou que o senador não...
spot_imgspot_img

Durante três meses, a administração do local será feita em conjunto, pela Prefeitura de Porto Velho e a empresa Amazon Fort

Porto Velho, RO – A primeira etapa de abertura do Complexo da Estrada de Ferro Madeira-Mamoré foi definida pela Prefeitura de Porto Velho para o dia 31 de abril. O monumento histórico recebeu uma ampla revitalização que começou em 2018, e em junho de 2023 passou a ser gerenciado pela Amazon Fort, empresa vencedora da licitação pública de concessão do espaço.

Durante os três primeiros meses de abertura do Complexo, a gestão do museu e do anexo da EFMM será feita pela Prefeitura de Porto Velho. Já a Amazon Fort fica responsável pela manutenção e conservação. Após este período, a empresa assume a operação total do local.

Na segunda-feira (18), equipes de diversas secretarias municipais realizaram uma visita técnica no local, acompanhados de representantes da Amazon Fort, e também de servidores do Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional (Iphan). No encontro, foram discutidas as atribuições e contribuições que serão dadas pelos agentes envolvidos no gerenciamento do complexo.

Foram investidos cerca de R$ 30 milhões na revitalização do Complexo

Lilian Leite, diretora de Desenvolvimento Socioeconômico da Secretaria Municipal de Indústria, Comércio, Turismo e Trabalho (Semdestur), explicou que a secretaria estará responsável pela gestão do museu, organizando a programação de visitas, o credenciamento e a capacitação de guias turísticos que apresentarão o espaço para a população.

“O intuito desta visita, basicamente, foi fazer um evento teste, onde a gente trouxe um guia de turismo cadastrado na Setur, para saber quantos minutos a gente demora nessa visita, quais são as abordagens, saber exatamente quantas visitações a gente consegue fazer em cada período, para que a gente possa mensurar isso no plano. Nossa equipe vai fazer esse estudo para apresentar uma proposta mais viável que deve ser implementada de maneira a atender a comunidade”, explicou.

PROGRAMAÇÕES CULTURAIS

Além da programação do museu, o Complexo da Estrada de Ferro Madeira-Mamoré também será palco de diversas apresentações culturais e artísticas, promovidas pela Fundação de Cultura do município de Porto Velho. O planejamento da Funcultural é que projetos de incentivo e valorização da cultura sejam realizados no local.

Os interiores dos galpões também receberam melhorias

“A Fundação Cultural tem na sua lista inúmeros projetos, como o “Arte no Entardecer”, “Cultura Itinerante” e “Cultura Viva”. São ações que acontecem já no nosso município de Porto Velho, e também são levadas aos distritos. A Fundação Cultural lançará mão em um ou dois desses projetos para termos aqui durante esses três meses de gestão, para que nós possamos sempre ter atrativos da cultura local à disposição do turista, do visitante da Madeira-Mamoré”, compartilhou Altair Santos, diretor de patrimônio da Funcultural.

REVITALIZAÇÃO

Para resgatar a história e a estrutura do Complexo, que é considerado o marco zero da capital, cerca de R$ 30 milhões foram investidos, valor proveniente de compensação ambiental da hidrelétrica de Santo Antônio e de recursos próprios do município.

A estrutura engloba três galpões, espaço destinado a restaurantes, museu com acervo que conta a história da ferrovia, mezanino com vista para o Rio Madeira, quiosques, pista de caminhada, área verde e estacionamento para mais de 200 carros. Toda a obra foi supervisionada e seguiu as orientações do Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional (Iphan).

Fonte: Superintendência Municipal de Comunicação (SMC)

Subscribe

- Never miss a story with notifications

- Gain full access to our premium content

- Browse free from up to 5 devices at once

Latest stories

spot_img

LEAVE A REPLY

Please enter your comment!
Please enter your name here

porn
london escorts
betoffice
uluslararası zati eşya taşımacılığı türkiyeden almanyaya ev taşıma uluslararası evden eve nakliyat türkiyeden kıbrısa evden eve nakliyat türkiyeden kıbrısa ev taşıma fiyatları türkiyeden ingiltereye evden eve nakliyat yurtdışına ev taşıma zati eşya taşımacılığı
deneme bonusu veren siteler