22.8 C
Brasil
domingo, março 3, 2024
HomeBRASILApós STF anular indulto a Silveira, oposição pede revisão do perdão de...

Após STF anular indulto a Silveira, oposição pede revisão do perdão de Dilma a Dirceu

Date:

Related stories

FGTS digital começa hoje; veja como vai funcionar

Os empregadores poderão fazer uso de uma plataforma com...

Fluminense conquista título da Recopa Sul-Americana sobre a LDU

Jhon Arias marcou duas vezes para garantir o troféu...

PF retira invasores da Terra Indígena Pacaás Novas em Rondônia

Um dos invasores foi preso em cumprimento a um...

Corregedoria-Geral do MPRO prestigia posse da nova composição do CNCGMPEU

Evento é realizado em Manaus (AM) Porto Velho, RO - A...
spot_imgspot_img

Deputado federal José Medeiros (PL-SP) encaminhou um ofício à Procuradoria-Geral da República alegando existir motivos ‘infinitamente superiores’ para a suspensão da graça ao ex-ministro

O deputado federal José Medeiros (PL-SP) encaminhou um ofício à Procuradoria-Geral da República (PGR) para que o órgão peça ao Supremo Tribunal Federal (STF) para revisar o indulto concedido, em 2015, pela então presidente Dilma Rousseff (PT) ao ex-ministro José Dirceu, condenado pelo Mensalão. A petição é apresentada após o STF formar maioria para suspender a graça dada, em 2022, pelo ex-presidente Jair Bolsonaro (PL) ao deputado federal Daniel Silveira, condenado pela Suprema Corte a 8 anos e 9 meses de reclusão. José Medeiros cita que “não se pode crer que haja pela mais Alta Corte uma perseguição ideológica a governo, parlamentares que tenham apoiado este governo” e argumenta, com isso, que o mesmo entendimento aplicado no julgamento de Silveira deve se estender a outros casos, alegando haver motivos “infinitamente superiores” para suspensão da graça a Dirceu, em comparação com o caso Silveira.

“Se um Ministro da Casa Civil do mesmo partido do Presidente da República, além de parlamentar de alta graduação do mesmo partido da ex-presidente Dilma, que decretou indulto para beneficiá-los, não estariam se beneficiando de um desvio de finalidade infinitamente superior, quando ficou assentada e nunca declarada inconstitucional pelo STF uma faceta autoritária e descumpridora da Constituição Federal, pois fez prevalecer os interesses pessoais dos envolvidos (José Dirceu, José Genuíno, Dilma Rousseff e todo o Partido dos Trabalhadores – o PT) em contraposição ao interesse estatal citado em voto acompanhado pela maioria do STF?”, questiona o deputado federal.

Entenda o caso

Como o site da Jovem Pan mostrou, o STF formou maioria na última quinta-feira, 4, e anulou o decreto de indulto individual concedido por Jair Bolsonaro a Daniel Silveira. Os ministros Alexandre de MoraesLuís Roberto BarrosoEdson FachinDias Toffoli e Cármen Lúcia acompanharam a ministra Rosa Weber, presidente da Casa, e votaram pela inconstitucionalidade do decreto. A magistrada criticou à medida concedida por Bolsonaro ao ex-deputado, afirmando que o decreto de indulto editado pelo ex-presidente estaria “absolutamente desconectado do interesse público para beneficiar aliado político de primeira hora legitimamente condenado por este Supremo Tribunal Federal”. Já os ministros André Mendonça e Nunes Marques divergiram. Até o momento, o placar está em 6 a 2. O julgamento foi interrompido e será retomado na próxima quarta-feira, 10, com os votos dos ministros Gilmar Mendes e Luiz Fux.

FONTE: JOVEM PAN

Subscribe

- Never miss a story with notifications

- Gain full access to our premium content

- Browse free from up to 5 devices at once

Latest stories

spot_img

LEAVE A REPLY

Please enter your comment!
Please enter your name here

porn
london escorts
betoffice
uluslararası zati eşya taşımacılığı türkiyeden almanyaya ev taşıma uluslararası evden eve nakliyat türkiyeden kıbrısa evden eve nakliyat türkiyeden kıbrısa ev taşıma fiyatları türkiyeden ingiltereye evden eve nakliyat yurtdışına ev taşıma zati eşya taşımacılığı
deneme bonusu veren siteler