25.1 C
Brasil
quinta-feira, fevereiro 29, 2024
HomeCAPITALTribunal Regional Eleitoral de Rondônia julga contas de mais um partido como...

Tribunal Regional Eleitoral de Rondônia julga contas de mais um partido como não prestadas

Date:

Related stories

Fluminense recebe LDU em busca do título da Recopa Sul-Americana

Tricolor precisa de vitória em jogo transmitido pela Rádio...

Apostador de Porto Velho ganha prêmio milionário na Lotofácil

Sorteio especial final zero rende R$ 1.693.216,49 ao vencedor...

Último dia para pagamento do IPTU com 10% de desconto

Pagamentos em parcela única feitos até às 20h desta...
spot_imgspot_img

Partido da Mobilização Nacional é considerado inadimplente no dever de prestar contas, e medidas restritivas são aplicadas.


Tribunal Regional Eleitoral de Rondônia julga contas de mais um partido como não prestadas

Por Rondoniadinamica

Porto Velho, RO – O Tribunal Regional Eleitoral de Rondônia (TRE/RO) emitiu decisão referente à prestação de contas anuais do Partido da Mobilização Nacional (PMN) do município de Mirante da Serra/RO, relativas ao exercício de 2022. O processo, identificado como 0600022-98.2023.6.22.0028, foi conduzido pela 028ª Zona Eleitoral de Ouro Preto do Oeste, com o promotor eleitoral do estado de Rondônia como fiscal da lei.

A ação teve como interessados Gecy Belbete e Hélio Escafa, tesoureiro e presidente do PMN, respectivamente. A sentença, proferida pelo juiz eleitoral Glauco Antonio Alves, destaca que o partido deixou de apresentar as contas por meio do Sistema de Prestação de Contas Anuais (SPCA).

Segundo o magistrado, a falta de envio das contas impossibilitou a verificação de emissão de recibos, configurando, assim, a inadimplência no dever de prestar contas, conforme estabelecido no art. 28 da Resolução TSE nº 23.604/2019.

O processo indicou também a ausência de prestação de contas do órgão estadual do partido, dificultando a verificação de possíveis recebimentos de recursos públicos pelo órgão municipal. Aberto o prazo para manifestação dos interessados, não houve resposta, levando o Ministério Público Eleitoral a pleitear o julgamento das contas como não prestadas.

Diante disso, o juiz eleitoral Glaucio Antonio Alves julgou as contas do PMN referentes a 2022 como não prestadas. Conforme a decisão, o partido fica proibido de receber repasses das cotas do Fundo Partidário e do Fundo Especial de Financiamento de Campanha enquanto persistir a omissão. O partido deverá proceder à devolução dos valores recebidos desses Fundos, conforme prevê o art. 47 da Resolução TSE nº 23.604/2019.

Após o trânsito em julgado, o órgão estadual do partido será notificado sobre a proibição de repasses dos Fundos, e o julgamento será registrado no Sistema de Informações de Contas Partidárias e Eleitorais (SICO). O processo será arquivado com as cautelas de praxe.

A decisão foi proferida em Ouro Preto do Oeste, em 22 de novembro de 2023. O Ministério Público Eleitoral será comunicado para ciência.

Subscribe

- Never miss a story with notifications

- Gain full access to our premium content

- Browse free from up to 5 devices at once

Latest stories

spot_img

LEAVE A REPLY

Please enter your comment!
Please enter your name here

porn
london escorts
betoffice
uluslararası zati eşya taşımacılığı türkiyeden almanyaya ev taşıma uluslararası evden eve nakliyat türkiyeden kıbrısa evden eve nakliyat türkiyeden kıbrısa ev taşıma fiyatları türkiyeden ingiltereye evden eve nakliyat yurtdışına ev taşıma zati eşya taşımacılığı
deneme bonusu veren siteler