15.4 C
Brazil
Tuesday, July 16, 2024
HomeMAIS POPULARDiretor do Hospital Al-Shifa, em Gaza, é preso por forças israelenses

Diretor do Hospital Al-Shifa, em Gaza, é preso por forças israelenses

Date:

Related stories

Inovação e sustentabilidade no campo serão apresentadas na Rondônia Rural Show Internacional

As instalações dos estandes no Centro Tecnológico Vandeci Rack,...

Prazo para regularizar o licenciamento anual de veículos com placa final 4 vai até dia 30

Detran-RO alerta motoristas para regularizar licenciamento anual. Motoristas e proprietários...

Começa hoje o julgamento que pode cassar o mandato de Sérgio Moro

A equipe de Moro informou que o senador não...
spot_imgspot_img

Israel aponta que o Hospital Al-Shifa é um dos centros do Hamas na Faixa de Gaza, inclusive com túneis passando pelo local


Diretor do Hospital Al-Shifa, em Gaza, é preso por forças israelenses

Por Metrópoles

Israel e autoridades palestinas confirmaram que o diretor do Hospital Al-Shifa foi preso pelas forças israelenses. Além de Mohammad Abu Salmiya, vários outros profissionais médicos se encontram detidos.

As Forças de Defesa de Israel (FDI) e o serviço de inteligência do país acreditam que o maior hospital de Gaza é usado também como centro de comando do Hamas e até dos órgãos administrativos do território. Por isso, os israelenses fizeram uma grande operação por lá, no início do mês.

A ação, aliás, foi bastante criticada por governos e órgãos internacionais. Israel, no entanto, afirmou ter encontrado armas e reféns. No entanto, ão está claro se a equipe médica ajudou diretamente os terroristas do Hamas dentro do complexo.

Há quase 10 anos, autoridades israelenses apontam o uso do hospital para outros fins. Dizem, por exemplo, que os principais responsáveis do Hamas passaram o conflito de 2014 em Gaza escondidos em túneis sob o local. Desde então, o complexo foi transformado numa enorme instalação militar subterrânea.

Imagens do Hamas dentro do hospital

As FDI, inclusive, publicaram imagens mostrando quartos e túneis encontrados sob o local, bem como armas encontradas nas instalações. Imagens de câmeras de vigilância recuperadas também apontaram pelo menos dois reféns sendo levados para lá no dia 7 de outubro.

Naquele dia, o grupo extremista promoveu uma ação que deixou mais de 1.400 mortos, entre civis e militares, em território israelense. E ainda fizeram mais de 240 reféns, que nos últimos dias fizeram parte do acordo de trégua entre os dois lados envolvidos na guerra.

Daniel Hagari, porta-voz das IDF, também apontou que a militar Noa Marciano, feita refém em 7 de outubro, foi morta dentro do Al-Shifa.

Subscribe

- Never miss a story with notifications

- Gain full access to our premium content

- Browse free from up to 5 devices at once

Latest stories

spot_img

LEAVE A REPLY

Please enter your comment!
Please enter your name here

porn
london escorts
betoffice
uluslararası zati eşya taşımacılığı türkiyeden almanyaya ev taşıma uluslararası evden eve nakliyat türkiyeden kıbrısa evden eve nakliyat türkiyeden kıbrısa ev taşıma fiyatları türkiyeden ingiltereye evden eve nakliyat yurtdışına ev taşıma zati eşya taşımacılığı
deneme bonusu veren siteler