22.8 C
Brasil
domingo, março 3, 2024
HomeGERALInquérito Civil apura a legalidade de taxas cobradas pelo serviço de esgotamento...

Inquérito Civil apura a legalidade de taxas cobradas pelo serviço de esgotamento sanitário em Presidente Médice

Date:

Related stories

FGTS digital começa hoje; veja como vai funcionar

Os empregadores poderão fazer uso de uma plataforma com...

Fluminense conquista título da Recopa Sul-Americana sobre a LDU

Jhon Arias marcou duas vezes para garantir o troféu...

PF retira invasores da Terra Indígena Pacaás Novas em Rondônia

Um dos invasores foi preso em cumprimento a um...

Corregedoria-Geral do MPRO prestigia posse da nova composição do CNCGMPEU

Evento é realizado em Manaus (AM) Porto Velho, RO - A...
spot_imgspot_img

Porto Velho, RO – A Promotoria de Justiça de Presidente Médice, por meio do Promotor de Justiça, Fernando Cavalheiro Thomaz, instaurou um Inquérito Civil, destinado a apurar a legalidade das taxas fixadas para a cobrança da prestação do serviço de esgotamento, os termos e a regularidade da concessão do serviço, bem como a prestação do serviço em si.

A apuração envolve a Agência Reguladora do Serviço Público (AGERO), o município de Presidente Médice e a Companhia de Águas e Esgotos de Rondônia (CAERD).

O Promotor de Justiça, Fernando Cavalheiro Thomaz, explicou que a denúncia de suposta cobrança irregular partiu dos moradores da cidade, que sofreram um acréscimo de 70% (setenta por cento) no valor da conta de água e passaram a ser cobrados pelo serviço de tratamento de esgoto. Valores estipulados por meio da resolução nº 70/2023/AGERO para a prestação do serviço em todos os municípios de Rondônia.

O cerne da investigação é o valor das taxas fixadas considerando as etapas do serviço de esgotamento efetivamente realizadas pela concessionária, a qualidade do serviço e, por fim, a amplitude do sistema na localidade, frente as diretrizes fixadas pelo novo Marco do Saneamento Básico, tendo em vista que foram coletados elementos que indicaram irregularidades na prestação do serviço.

Explicou o integrante do MP que o esgotamento sanitário é um dos serviços compreendidos no saneamento básico, serviço público essencial, constituído pelas atividades de infraestruturas e instalações operacionais de coleta, transporte, tratamento e disposição final adequada dos esgotos sanitários.

O MP levou em consideração que a Lei do Saneamento Básico, ao prever as diretrizes e responsabilidades dos entes federativos no fornecimento de saneamento básico, estabelece que a titularidade do serviço pertence ao município, cabendo a este elaborar projetos e normas sobre o tema, podendo prestar o serviço direta ou indiretamente, que, no caso, delegou a prestação do serviço a CAERD.

Destacou-se, ainda, no Inquérito, que, no atual contexto normativo brasileiro, a cobrança das tarifas pela utilização do serviço de saneamento, em especial de esgotamento sanitário, podem, a nível nacional, ser regulamentadas por agências reguladoras estaduais ou municipais, pelo próprio município e pela concessionária do serviço, de forma conjunta ou isolada, observando-se as disposições aplicáveis, como as normas fixadas pela Agência Nacional de Água (ANA), cuja responsável, em Rondônia, pela fiscalização e regulação dos serviços é AGERO.

Fonte: MP/RO

Subscribe

- Never miss a story with notifications

- Gain full access to our premium content

- Browse free from up to 5 devices at once

Latest stories

spot_img

LEAVE A REPLY

Please enter your comment!
Please enter your name here

porn
london escorts
betoffice
uluslararası zati eşya taşımacılığı türkiyeden almanyaya ev taşıma uluslararası evden eve nakliyat türkiyeden kıbrısa evden eve nakliyat türkiyeden kıbrısa ev taşıma fiyatları türkiyeden ingiltereye evden eve nakliyat yurtdışına ev taşıma zati eşya taşımacılığı
deneme bonusu veren siteler